quarta-feira, 19 de novembro de 2014

o Antes e o Depois


E fui à poda.
Estava a precisar de uma mudança.
Na foto da direita ( depois ) ainda estava esticado da cabeleireira.
Ainda falta o depois do depois.
Falta uma foto do cabelo ao natural, sem ser seco e esticado pela cabeleireira, pois eu cá não sou mulher de perder tempo com secadores e placas e afins.
Comigo é só lavar , pentear e toca a andar que já estou atrasada.
Mas estou satisfeita.

Prometo que vou postar uma foto do depois depois :)

35. Ano novo vida nova



Pois é.
Hoje já estou mais madura. Ganhei uma ruga nova. Não ganhei cabelos brancos novos porque sábado foi o dia de ir à poda por isso levou um banho de tinta que já estava a precisar.
Na realidade sinto-me na mesma como a lesma. Ainda não sinto as mazelas de um novo ano.
Foi um dia normal, a trabalhar. Estive foi com muita mais movimentação no telemóvel com chamadas e mensagens e notificações do facebook. Ao jantar, em casa da mamã, foi o caos do costume, ou não seriamos nós aquelas famílias tipo italianas que vemos nos filmes, barulhentas, faladoras e cúmplices. Soprei as velas rodeada dos meus homens preferidos e das mulheres da minha vida. Foi um dia bom. Este ano não quis a loucura do jantar com os “ landungos “ do meu coração. Este ano foi soft. Vamos lá ver se vai ficar assim até ao final.

P.s. agora ao ler este post, vejo que afinal parece que o pdi está a mexer comigo. Sinto-me sem a energia do costume. Será do tempo ? Ou é mesmo um factor da idade ?


sexta-feira, 14 de novembro de 2014

E assim vamos

A aprender a ler. Ou não !?

Eu- P + i ?
Ele - Pi
Eu - P + a ?
Ele - Pá
Eu - Agora junta as duas. Qual a palavra que dá ?
Ele - Pi, pi, pi ...
Eu - sim...pi....
Ele - pi..ano

É incrivel.
Se eu pergunto os ditongos e a juntar os ditongos às letras ele sabe ( oralmente )
No papel, se escrevo as palavras e peço para ele ler, ele não sabe. Simplesmente não atina. Inventa palavras sem mesmo pensar um pouco ou olhar para o papel.
Sinto-me frustrada.
E os recados na caderneta a dizer-me aquilo que eu já sei só me exasperam mais.
Neste ritmo de " recadinhos de amor " chegamos ao Natal e já se acabaram os espaços na caderneta.

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Faltam 7 dias.

Estou em contagem decrescente para o meu aniversário.
De exatamente hoje a uma semana, esta aqui que vos escreve, ficará um ano mais sábia. Sim, porque a partir de agora recuso-me a envelhecer. Irei ficar mais sábia e mais madura, mas a idade mental espero que continue assim.
35 Invernos ( sim, porque eu nasci no Inverno e não na primavera ) de puro prazer para quem me conhece.

E agora perguntam vocês ? Qual a tua transformação para o ano que se avizinha ?
Vou cortar uns bons centímetros na juba que me cobre a cabeça.
Corte de cabelo novo dá sempre aquela sensação de absorção mas ao contrário.
Espero não me vir a arrepender. Mas está decidido.
A ver vamos.

Adoro fazer anos pá.

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Lembranças que ficam....

Apesar de um dia bom, o meu Halloween este ano foi fatal.
Sabem aquele vosso primeiro amor, que dizem que nunca se esquece ( e é verdade ) e que tem sempre um lugar presente no vosso coração e nas vossas lembranças ? Aquele que foi o meu único arrependimento na vida e que foi mesmo por burrice de minha parte e pelas minhas inseguranças de juventude ? Aquele que de tempos a tempos vos vem à memoria e que por vezes vos faz pensar e se… e se…. E se…. ?
Pois é. Esta noite de Halloween matou-me todos os se´s.

Fui a uma festa de Halloween, e vi o Francisco. Foi a primeira pessoa conhecida que vi na festa. Trocamos os olhares da praxe como de costume e depois perdi-o de vista. Mais ou menos 1 hora depois, estava no terraço a apanhar um ar fresco e a fazer companhia aos fumadores, quando o vi novamente e ele já estava no outro mundo. Para lá de bagdá. Estava num estado de alcoolemia monstro. Sozinho aos tombos a deambular pelos grupos sendo ignorado por todos. Nesta altura o meu coração apertou-se. Não, este não pode ser o Xico. O meu Xico. O Xico que todas as Páscoas me inunda o pensamento. O meu primeiro e único amor durante grande parte da minha juventude.
Após algumas conversas, ouço a terrível noticia pela amiga da minha irmã. Aquele estado é o normal no Xico. Segundo corre pela boca do povo ele está alcoólico.
E foi nessa altura que o meu Halloween voou na vassoura da primeira bruxa que passou.
Agora ficam-me as doces lembranças da minha juventude, da nossa páscoa e dos sonhos que não se realizaram.

P.S. – Agora para engrandecer o meu ego, vou pensar que ele atualmente está assim, pois nunca conseguiu superar a sua afeição por mim.

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Dia das bruxas

E sabem qual a melhor parte do meu dia de Halloween ? Foi mesmo conhecer a Pólo Norte e o Paulo . Ver um sorriso na cara gira, mas mesmo gira da Mariana. Ver os Tunídeos e a TAUA e relembrar outros tempos. Estando na primeira fila da frente e ver os pandeiretas a abrir as pernas mesmo em frente à minha fronha...

E sai um grande FRA à Mariana.

Conhecem a Mariana ?
E da SATA já ouviram falar ?
E da junção das duas ?
Dá-se um fenómeno. Um final feliz. E aposto que um sorriso do tamanho do mundo na cara laroca da Mariana.

Então é assim:

Era uma vez uma princesa chamada Mariana. Nasceu numa das ilhas de bruma, uma ilha de touros e de toiradas e de gente festeira e hospitaleira. Mas infelizmente a Mariana precisa de se mover com uma cadeira de rodas.

A Mariana tem o sonho de ser jornalista, e como todas as jovens sonhadoras e com força de vontade, decidiu perseguir os seus sonhos, e saiu do seio familiar da sua ilha mãe, vindo para São Miguel estudar. E é agora, nesta parte do sonho que com toda a certeza se irá tornar realidade, é que a princesa Mariana, encontrou muitas fadas Madrinhas, entre elas a Sónia do blog coconafralda.clix.pt/ e a Pólo Norte do blog quadripolaridades2.blogspot.com/, sem esquecer o querido Paulo que é um anjo na terra.


Uma cadeira de rodas eléctrica, foi conseguida para a Mariana e agora aqui entra a maior companhia aérea do mundo e arredores. Uma companhia que não tem por hábito virar costas a causas solidárias e que presenteou o transporte da cadeira e de duas passagens para que a Mariana possa ser mais feliz  pelos espaços da UA e se tornar numa excelente jornalista.

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Voltando ao tema da escola...

Continuo deveras preocupada com o Miguel.
Acreditem que é coisa que me está a tirar o sono, ainda mais quando tenho outros pais igualmente preocupados com os seus filhos. Já não sei se a culpa é minha, se do Miguel ou da professora.
Sou consciente e apesar de ser uma mãe babada e de achar que o meu filho é o melhor do mundo e arredores, também sei que ele não é uma criança sossegada. Ele tem aquilo que costumamos chamar de bicho carpinteiro, pronto vá lá, ele tem mais do que um bicho dentro de si e com diversas profissões, e tem também um certo prazer em fazer mal.  Na escola é super distraído, ao ponto de muitas vezes não ouvir o que a professora manda fazer e faz os trabalhos todos a despachar, ficando tudo mal feito para poder olhar para o lado e conversar. Nota-se, ao olhar para o caderno da escola que ele sabe fazer as coisas, mas que não se esforça, mesmo sendo um caderno pautado ele consegue fazer as letras no espaço entre as 2 linhas, e por vezes as letras são todas do mesmo tamanho, não fazendo distinção da maiúscula e da minúscula, mas vê-se claramente que é falta de atenção, ele quer é falar e brincar.
À conta disso já recebeu os tais 2 recados na caderneta e está de castigo, dado pela professora onde está à mais de uma semana sem ir ao intervalo da manhã, ele e mais uns quantos. Eu não sou professora, não tenho formação na área, mas não sei…será esse um bom castigo para uma criança que gosta assim tanto de falar e brincar ? Mantê-lo fechado na sala de aula ? Não estará a aprisionar mais a fera ? E o que me fez saltar mais a tampa essa semana foi o facto da professora se ter excedido.  Ao chamar o Miguel ao quadro para fazer qualquer coisa, ele como estava distraído ( para não variar ) não ouviu o que a professora queria que ele fizesse e ela simplesmente passou-se, agarrou o Miguel pelo braço e sacudiu o miúdo enquanto lhe gritava com a cara colada à dele, claro que o miúdo começou a chorar ( atenção que nada disso me foi dito pelo meu filho, foi-me dito por uma colega da sala dele, que por acaso é filha de uma amiga minha, pois o meu filho não me conta nada, aquela boca não se abre para contar nada do que se passa na escola nem de bom nem de mau.) Aquele é dos tais em que se pode contar terceiro segredo de Fátima e ele não se bufa, diz sempre que não se lembra, nem se lembra do que almoça, vejam lá o secretismo.

Caramba, não será um pouco demais ? Sei que não deve ser fácil aguentar crianças o dia todo, sendo muitas delas crianças irrequietas e mexidas e distraídas e faladoras, mas porra, foi para isso que ela estudou ! Ela tem que saber dar a volta à situação, ainda mais quando são crianças que acabaram de sair da pré e que nem têm 1 mês de aulas ! Caramba ! Será apenas o facto de ser mãe ou acho mesmo que essa professora não regula bem dos pirolitos ? Nem vos passa pela cabeça a vontade que tenho de ir à escola e sacudi-la pelo braço também e dizer, oh minha velha da porra, não tens paciência para sofrer rapazes vai para a reforma. Meu Deus…que stress. O rapaz ainda vai ficar com medo de estudar.
Não sou a única mãe preocupada, a filha da minha amiga chora todos os dias à noite a dizer que não quer ir para a escola e até já fez xixi na sala de aula. Que exagero é esse ?
Sei que ele tem que mudar, e todos os dias antes de sair de casa faço o sermão do porta-te bem, não converses nas aulas, presta atenção à professora….mas aqui para nós acho que ele faz ouvidos de mercador. Não sei o que faça. Acho que ainda vou consultar um psicólogo para saber como lidar com isso. Como fazer que o meu filho se concentre nas aulas ? Mãe sofre. Bem diz minha mãe “ Filhos criados, trabalhos dobrados “

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Dias assim...

Quem me conhece sabe que os animais para mim são muito importantes. Não é à toa que tenho 2 cães, 1 gato e um aquário cheio de peixes. Hoje é daqueles dias em que não me importava de trocar de lugar com um dos meus bichinhos.
Tive uma noite péssima. A semana passada estive em casa com o Diogo devido a uma gastroenterite e essa noite passou-a toda a vomitar. Tenho a minha casa a cheirar à porta de um bar duvidoso às 6 da manhã. É um cheiro gregoriano terrível.
Tenho lençóis, almofadas, toalhas, roupas tudo com um cheiro que nem vos conto. Resumindo, foi uma noite quase em branco,  onde a coisa acalmou por volta das 4h e o baby despertou pelas 06h30, chatinho e mimoso.
Fiz a minha lida de manhã sempre com ele ao colo e a choramingar colinho. Coitadinho do meu menino. Depois, saio de casa a chover torrencialmente, estou com o carro do meu pai pois o mesmo ainda está na oficina, e isso com o carro todo embaciado, chuva torrencial e canada estreita….estão a ver o filme ? Risquei o guarda-lamas traseiro na parede de pedra da canada. Ninguém merece tamanho azar com carros naquela canada. Nem mesmo eu. Juro que tenho bom fundo. Mas essa é a minha sina. Ainda não disse ao meu pai. Acho que tenho medo. Acham normal ? Uma matulona de 34 com medo de dizer ao pai que esfolou o carro ? Estou a precisar de ir à bruxa ou de entrar em estado de hibernação.
Mas que vida a minha.

terça-feira, 7 de outubro de 2014

falei mal e agora rendi-me...

A vida dá muitas voltas.
À  algum tempo ouvi falar daqueles novos elásticos de cabelo que não deixam marcas e que não estragam o cabelo e patati patata, coisa e tal , tal e coiso.
Não achei piada nenhuma, aquilo só me fazia lembrar o fio de telefone da minha avó.
Mas essas coisas da moda são mesmo assim. Primeiro estranha-se e depois juntas-te às massas.
Pois é, também eu comprei os tais elásticos e o pior de tudo é que paguei 3.99 eur por um pack de 3.  Sim, isso mesmo, 3.99 eur devia estar louca.

E tudo isso faz me lembrar do quanto chateei a minha mãe nos tempos de liceu.
Na altura usava-se as calças à boca de sino, os bodys a fazer de blusa, os casacos tipo pele de antílope de cor camel.
Pois é, tudo isso eu usei, mas foi preciso muito suor e lágrimas para os ter, e depois ouvir a minha mãe :
- Tu gostas disso ?
- Sim mãe, é o que se usa agora….
- Eu tinha tanto disso, tive uns 2 casacos desses…
- Onde estão mãe ? Estão em algum caixote no sótão ? hum hum hum ?
- não. Eu dei tudo.

Facada… uma dor na alma….
A minha mãe é daquelas que não guarda nada.
Ou é lixo ou toca a dar à mulherzinha que passa lá em casa todos os sábados.

Eu à conta disso, decidi guardar as peças que acho mais cool e que estejam em muito bom estado, com a esperança que um dia sejam de bom uso aos meus filhos, quer dizer…agora tenho que ir ao meu roupeiro fazer uma limpeza, pois como tenho 2 rapazes, acredito que tenha muita coisa que não seja do agrado deles.

E agora arrependo-me de não ter guardado aquele telefone preto da minha avó, pois fazia uns belos de uns elásticos e ainda poupava uns trocos.
Será que devo guardar a minha TV ? Sim, a minha televisão da sala, ainda é daquelas pesadonas que te obrigam a comer um bom prato de feijão e sopa de couves para poderes pegar nela. Quando ela avariar, e espero que ainda dure muitos anos, não vou deitar fora. Vou guardar. Quem sabe num futuro próximo não terá alguma utilidade ? Quiçá um aquário ?

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Estou a dar em doida...

Estou frustrada.
Estava cheia de espectativas com o Miguel no primeiro ano, pensando eu que ele ia gostar imenso e que se ia adaptar muito bem. Aliás só tinha ouvido elogios da professora da pré a dizer que o Miguel era muito inteligente, que se notava que era muito curioso e que gostava de saber as coisas e que ainda se ia ouvir falar muito nele.
De facto estou a ouvir falar muito dele, mas não no bom sentido.

Em 2 semanas de aulas, o corisco já trouxe 2 recados na caderneta. Um da professora titular e outro da professora de Inglês, a reportar que ele nunca se cala, que não respeita a professora e nem respeita as regras da sala. Acreditem que estou deprê. Estou triste, frustrada e sem saber o que fazer.
Já falei, já briguei, até à exaustão, já está de castigo ( nada de jogos de tablets e WII durante a semana e nada de desenhos animados durante esta semana ) um por cada recado. E mesmo assim ele não atina. Sinceramente já não sei o que fazer. Ele simplesmente não está motivado, só quer brincadeira e distrai-se muito facilmente. Quando está a fazer os TPC está sempre com o juízo no lua, sem prestar atenção ao que está a fazer, sempre a pensar em tudo menos nos deveres e sempre danado que termine. Quando termina os deveres e se quero treinar com ele mais qualquer coisa além disso , é um problema pois diz que já fez os trabalhos todos e que a professora não disse que era para fazer aquilo…. E quando começo com os meus “ discursos “ de mãe chata a resposta dele é “ quero lá saber “ e encolhe os ombros.

Estou desolada. Sinceramente não sei mais o que fazer. Fico tão triste com esse comportamento dele e nem quero sequer sonhar com o que a professora deve estar a pensar.
Que ele é malcriado, e que a culpa é dos pais. Mas não é. Juro. É dele. Eu esforço-me. Educo. Estou sempre a dizer como se deve fazer, que não se pode responder aos mais velhos, que deve ter respeito, eu brigo, castigo, já dei uma palmada na hora certa, mas mesmo assim ele não aprende. Será que vai ser sempre assim ?
É exasperante quando dizemos cala-te um pouco e ele diz “ Eu não quero “ e depois tu brigas e ele continua a responder a dizer que não está a responder ! É o jogo do braço de ferro a ver quem ganha, até que termina com ele a chorar porque me tira do sério.

Com muito pesar meu….não sei que fazer. Simples assim…. NÃO SEI….

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Crazy das gadelhas ???!!!! WTF ?

Não gosto muito de falar das pessoas que não conheço, pois sei que nunca vamos ter uma opinião fidedigna, mas que diabos ? A concorrente Açoreana do novo Secret Story 5 ???? Nem tenho palavras. Crazy da gadelha ? Really ? Confesso que fiquei um pouco envergonhada. Que é aquilo ? Está um pai e uma mãe a criar um filho com tanto sacrifício para ir uma crazy para o SS5 ? Que ainda por cima confessa que não gosta de fazer nada, que nunca fez e que não quer fazer ? A minha réstia de esperança é que aquilo seja jogada, que seja uma táctica utilizada. Uma personagem digamos assim. E o sotaque cerrado ? Tenho cá para mim que o melhor amigo dela vai ser o francês, pois vai ser o único que lhe vai conseguir entender. Jesus que se apaga a luz ! Aguardam-se cenas do próximo capitulo. Uma coisa é certa, nos dias em que me sentir de baixo astral, deprimida e desiludida com a vida, vou logo ver o SS5, pois vou chegar à conclusão que sou excelente. Isso para não falar do concorrente que está cheio de Ex na casa. Sinceramente não consegui perceber qual o ingrediente especial que elas julgam que ele tem. Só se os atributos fantásticos não estiverem á mostra. Ups.

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

" Perdoa-me " de Lesley Pearse

Gosto muito dos livros da Lesley Pearse.
É uma literatura ligeira mas que me envolve de tal maneira que me imagino na perfeição no século XIX numa Londres que muito me atrai. Mas confesso que esse ultimo que li, aborreceu-me um bocado. Ela manteve-se fiel à cidade de Londres, mas não me cativou. Será porque foi uma história mais temporal ? Onde não me fez viajar no tempo, nem me levou àqueles cheiros e carruagens e vestidos e chapéus que tanto me atraem. O que é facto é que não gostei muito do livro. A Eve aborreceu-me.

Fada dos dentes is coming to town

Para que conste, dia 16 caiu o primeiro dente ao Miguel.
Vou ficar com um ratinho em casa e lá se deixou 2 euros debaixo da almofada.
E pergunta-me ele se as notas não valem mais do que as moedas ?!   Lá tive que explicar que o mundo das fadas também estava em crise. Não sei se o convenci, pois ele disse logo que ela devia estar quase a voltar pois já tinha mais um dente a mexer. Os dentes sempre foram a minha ruína. Essa fada tem que vir mesmo em todos os dentes que caem ? Julgava que era só no primeiro.

Depois pergunta a minha avó se não vou mandar por ouro no dente para fazer um pêndulo ? Really ? Eu sei que tenho o meu primeiro dente e que já o usei pendurado numa argola de ouro, mas isso foi à séculos atrás e alem disso ele é rapaz ! Mas para ser sincera não sei o que hei de fazer ao dente, nem como guardá-lo.
Aceitam-se sugestões.

Para aligeirar mais a coisa


Deixo-vos com o bolo que fiz para o aniversário do meu sobrinho :)

Burra mais burra não há.


Sempre ouvi dizer, “ Nosso senhor castiga “” mas nunca quis crer.
Ontem foi o dia. Infelizmente sou como S. Tomé. Mas vou começar do inicio, pois vocês estão sem perceber nada.

Como sabem o Miguel começou no primeiro ano. A professora que não é de abébias, passa trabalhos de casa desde o inicio, mas o senhor meu filho, acha que tem que fazer os trabalhos de casa é a noite e nada de usar os préstimos da avó. Eu já chego a casa tarde e ainda por cima ontem foi dia de Sporting.
Conclusão : Marido empastou-se no sofá e disse que também tinha direito. Eu de burras, também não tive meias medidas e desisti de fazer o jantar ( ontem as crias já vieram alimentadas da casa da avó ) e fui fazer os TPC com o Miguel. Devido à hora tardia da coisa, ele já estava cheio de sono, sem paciência e não atinava com nada. E eu cada vez mais a perder a paciência, e ele a chorar que não queria fazer os trabalhos e eu a dizer que ele tinha que os fazer e que não ia para a cama sem os ter todos feitos… ( Os trabalhos consistiam em fazer 5 vezes o seu nome completo, mas em letra da primária. Coisa que ele não sabia. Ele só o sabe fazer em letra de imprensa). Quando Deus quis e o jogo acabou, veio o marido todo armado em pai querido e dengoso e “ eu ajudo e patati, patata “ e eu já doida dei 2 gritos e com a TPM não tive meias medidas e fui dar uma volta para arejar as ideias.
 Até aí tudo ok, a razão creio eu estava toda do meu lado, pois o raio da bola não pode ser mais importante do que os seus deveres conjugais / parentais e o raio do homem nem se quer quis ouvir falar da cena da MEO que dá para voltar atras e ver o jogo. Nãooooo.

Então saí eu, ruim como as cobras, a espumar pela boca. Peguei no carro, armei-me em Ricardo Moura e empastei-me.
Sim eu sei, fui burra. Mas que querem ? Tenho uma veia meio torcida e um mau feitio do diabo. Tenho que extravasar a minha fúria de qualquer maneira senão explodo, e para evitar discussões feias, onde podem ser ditas coisas que mais tarde posso me arrepender e para não assustar os miúdos, tenho por hábito, ir para o carro, dar umas aceleradelas ou então gritar feito louca.
Ontem infelizmente para mim não me fiquei pelos gritos. Peguei mesmo no carro e fui sempre a dar-lhe na minha canada. ( Não é uma via “publica “ é de terra, a minha casa é a única daquela rua e o restante é só pastagens com vacas e arvores de frutos, logo pensei eu que ali podia acelerar pois não me ia cruzar com carros nem com pessoas logo não haveria problemas e a minha fúria seria aplacada. Mentira….pois infelizmente para mim, tinha uma carrinha de caixa parada no meio da canada ( a rua só tem espaço para 1 carro de cada vez ) carrinha essa que estava desligada e sem luzes e que ainda por cima para meu azar as luzes da rua principal também estavam desligadas ou seja estava escuro como breu e eu como vinha em excesso de velocidade ( a verdade é essa ) quando vi o raio da carrinha, já estava quase em cima dessa e não deu tempo de travar.

Resultado: enfiei a dianteira do meu carro na caixa da carrinha. Parti os dois faróis, a grelha, o capô e outra coisa que não sei o nome. Tenho ainda a leve esperança que não tenha atingido nenhuma peça vital tipo motor, radiador e afins. A Porta de metal da carrinha como estava aberta ( eles estavam a carregar uvas ) também ficou toda torta. Ou seja foi um bonito amanho.

Eu estou que nem posso, não me magoei nem nada e graças a Deus os Airbags não dispararam, mas tenho uma dor de cabeça de ter chorado que nem vos passa pela cabeça. O marido teve a primeira reação ( ontem ) muito leve, só dizia, paciência, ainda bem que não te magoaste, é o que interessa…mas hoje, ao já não ligar à minha segurança pois já viu que vaso ruim não quebra, a historia já é outra. Ao ver o carro à luz do dia, os olhos dele estão assassinos e só fala em monólogos. Eu nem abro boca, mas isso é por causa da bruta amigdalite que tenho.

Existem dias, que nem de manhã e nem de tarde se deve sair à noite.

Preferia mil vezes ter partido uma vez mais o dedo grande do pé do que ter batido com o carro.
( sim, ainda solteira, devido ao meu mau feitio dei um pontapé numa parede e parti o dedo )
Eu sei…perco sempre a razão, mas é mais forte do que eu.

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Socorro, estou a ficar igual à minha mãe.


Hoje foi o primeiro dia de aulas do Miguel e não sei quem estava mais nervoso, mas tenho quase a certeza que era eu.

Ele em casa estava nervoso, deu-lhe dores de barriga, o pequeno almoço, que o obriguei a tomar, ( pois ele nunca quer comer de manhã ) ia saindo de jacto boca fora...mas depois,  quando chegou à escola, ao rever os amiguinhos ( muitos dos quais estiverem com ele na pré ) ignorou-me por completo e foi logo mostrar as coisas novas. Confesso que as lágrimas vieram-me aos olhos, mas tratei logo de as fazer subir, pois se ele estava tão bem, não era eu que ia fazer figuras tristes.

Mas claro que na minha cabeça, os filmes já foram mais que muitos. Nem vos passa pela cabeça , a vontade que já tive de ligar para a escola e falar com ele para saber se ele estava a gostar.

O primeiro drama, foi o facto de o pai o ter sentado no primeiro lugar em que pôs os olhos, ou seja na última fila de trás ( homens !!?? ). No meu tempo e na minha escola, as secretárias eram de 2 a 2, mas na sala de aulas do Miguel são três filas corridas. Tipo tudo ao molho e fé em Deus. Mas não queria nada que ele ficasse tão atrás. Claro que depois a professora deve reestruturar os lugares, mas queria que ele estivesse mais para a frente para ficar mais atento, pois já estou a ver o meu futuro, médico, engenheiro ou consultor da NASA. E foi aí nessas minhas divagações que me caiu a ficha. O meu tico e teco chocaram e percebi, que também eu não era aluna de me sentar na primeira fila da frente, e também a minha mãe visualizava um futuro excepcional para mim, sua primogénita. Mas afinal as coisas nem sempre correm como queremos. O meu curso ficou a meio, curso esse que até já foi fechado na UA. Não me tornei médica nem ganho rios de dinheiro. Mas sou feliz, graças a Deus tenho um emprego decente, não ganho o vencimento mínimo. E a minha mãe aceitou-me como sou e lidou bem com as minhas escolhas, que confesso podem não ter sido as mais inteligentes, mas foram as que me pareceram melhor na altura que as tomei.
Também eu espero poder iluminar a cabeça do meu filho, incentivá-lo ao estudo, ensiná-lo o melhor que posso e tentar ao máximo a que seja feliz. Mas acho que vou ser igual à minha mãe...sempre em cima dos estudos e a não permitir negativas nas notas finais. Afinal, qual mãe não quer o melhor para os seus filhos ?

sábado, 13 de setembro de 2014

Obras de santa ingracia

Todo o micaelense que se prese gosta de uma boa churrascada no verão.
 Este foi o ano em que decidimos fazer uma churrasqueira cá em casa. Mas já que é para se fazer, faz.se em grande. É pra escachar. Pois todos sabem que quem faz uma churrasqueira faz um alpendre e uma casa de maquinas de 24 MTS quadrados. Correcto ? O que eu não sabia, é que se ia acabar o verão e eu continuo com uma obra Duracel, e dura, dura, dura. Churrasco nem vê-lo. Tenho vários prometidos, mas pelo andar da carruagem pode ser que o meu jantar de consoada seja um franguinho grelhado com uma morcela à maneira. Ao menos está a ficar engraçado. Pronto, o mestre já está a por a tijoleira, mas comecei no dia 1 de Agosto. Um mês já lá vai.

e acabaram as férias

São Pedro, já tinha decidido que as férias para nós terminaram no fim de Agosto. Parece que já estamos no inverno. É chuva, frio, vento... Enfim, venha os casacos, as botas e os lenços ao pescoço. E agora com as aulas a começar na segunda feira...        
Hoje fomos conhecer a professora do Miguel. À primeira vista gostei. Não é nova, experiência não lhe falta pois já da aulas à 26 anos, já ouvi dizer que é muito exigente. Vamos lá ver. Espero que ele fique bem preparado com esta professora, pois bem se sabe que as bases são muito importantes. De tarde estivemos a forrar os livros e amanha é dia de ir às compras do material escolar pedido pela professora. Admito que estou nervosa. O meu menino está tão crescido. Tenho quase a certeza que vou chorar baba e ranho na segunda feira.

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

100 % de humidade

Ninguém aguenta. Nem mesmo depois do banho te sentes bem. Transpiras por todos os poros, até em sítios onde não sonhava que fosse possivel transpirar. Está um bafo, uma humidade que não se pode. É desumano. Dormir é incomodo, outras coisas então são impensáveis eheheheh . Quando decidi fazer uma casa só com placa, alguém devia ter me atirado uma telha à cabeça. A minha casa é uma estufa, logo um paraíso para baratas. Acho que nunca tive tantas saudades do Inverno.

O Mistério das meias sem par

Sinceramente não sei o que faço ? Sou só eu ? Como consigo ficar com tantos peúgos sem par ? Sem estar a exagerar, neste momento devo ter em casa mais de 20 peúgos tristes, sozinhos e desesperados à procura do seu par. Não sei o que acontece, juro. Onde estão os outros 20 ? Tenho algum buraco na maquina da roupa, onde se escondem eles ? Será que o fazem só para me tornar mais louca ? Na realidade, acho que existe um universo paralelo na minha maquina de lavar, e neste exacto momento existem mais de 20 pares de peúgos do outro lado à procura do seu par.

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

É oficial

Hoje, após pagar 47 euros pelos livros do 1º ano do Miguel, declaro oficialmente que estou a ficar velha. Começa com os dentes a mexer, o primeiro dia de aulas está aí não tarda nada, depois vem o pedido do telemóvel, a primeira ida ao cinema com os amigos, a primeira namorada oficial, a primeira saída nocturna e pummmmm deixo de ser precisa na vida do meu filho até ele casar e ter os seus próprios filhos. PORQUÊ ? Porque eles têm que crescer tão rápido ? A sério isso está a fazer-me um mal. Estou a ficar paranoica ! SOCORRO

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Fim de semana da loucura

Acabamos de sair de um fim de semana grande. 3 dias de puro relax e lamber as crias. Sem despertadores a tocar, nem stresses de horários e de correr como louca atrás deles para se vestirem e irmos embora. Uma sexta feira com um dia de piscina espectacular. No sábado à noite, deixamos os miúdos com a minha mãe e fomos sair os 2. Escolhemos dar uma passada no Monte Verde Festival e ouvir Natiruts. Amei. Bebi uns fininhos além da conta e fiquei um pouco mais bem disposta do que o normal. Mas soube tão bem. Por momentos parecíamos estar os 2 solteiros novamente e foi um dejá vu. Uma lembrança aos bons e velhos tempos de namoro. Já não sei ao tempo em que não fazia uma noitada até às 4 da matina, e no dia seguinte acordar às 14h45...credo. já à 6 anos que não tinha uma noitada dessas. Gostei. Soube-me bem. Mas sinceramente~o PDI já acusa, pois ontem o pé direito tinha que pedir licença ao esquerdo para se poder movimentar e a minha cabeça estava zonza. Mas também...dias não são dias...

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Bem se vê que estive de férias.

Quando vou de férias é assim. Esqueço-me do mundo ao meu redor e vivo só para mim e para os meus. Nada de noticias de Portugal e do mundo, raras vezes vou às redes sociais, net e Pc é quase por um canudo, telemóvel sem som e ala curtir os miúdos que eles bem merecem mais de 8h por dia à sua inteira disposição. O orçamento esse ano não permitiu sair da ilha, mas fomos passar um fim de semana gostoso à ribeira quente, fizemos muita praia e piscina, jogamos muita WII, muitos livros foram lidos e muitos DVD´s de banda desenhada devorados, muita dança maluca, sestas gostosas, mangueiradas no quintal tudo acompanhado de sol, chuva e muita trovoada. Sim nessas 2 semanas de férias apanhei todo o tipo de clima. Posso com certeza dizer que apanhei as 4 estações o que não é nada difícil nem de extraordinário para quem vive nas ilhas. Essa semana de regresso ao trabalho está a ser difícil. Muito custosa. E as saudades dos meus mafarricos são enormes. Mais que muitas. Pois é certo que eles me moem o juízo e cansam-me a beleza, mas ao mesmo tempo são a melhor parte de mim e não me consigo imaginar sem eles. E eles crescem tão, mas tão depressa. O Miguel já tem um dentinho a mexer. É o seu primeiro. E é uma sensação tão contraditória. Fico tão feliz, mas ao mesmo tempo doi-me a alma ver o quanto ele está crescido. Mas cá estamos de volta. Ah, já me esquecia que essas férias tiveram direito a um susto valente. Daqueles que foi um sufoco. Mas isso fica para outra ocasião. Bijus...

domingo, 13 de julho de 2014

Como as coisas mudam.

Sempre tive uma relação muito boa com os meus pais. Nunca tivemos aquela relação de pai a benção, mãe a benção. Sempre foi uma relação muito mais relaxada, do género de tu cá tu lá, mas sempre com muito respeito e sem nunca ultrapassar os limites e a má criação. Talvez por termos uma diferença de idades nºao muito grande, ( tenho 18 anos de diferença da minha mãe e 23 anos do meu pai ) Mas sempre fomos muito amigos e com o passar dos anos, nunca acreditavam que eles eram meus pais, pensando sempre que eram os meus irmãos mais velhos. Na adolescência isso irritava-me muito. E bradava aos 4 ventos que eles eram meus pais e não meus irmãos. Hoje já gosto que os confundam por meus irmãos e que nem acreditem que já são avós de 3 rapazes lindos.

Claro que quando era mais nova, o que queria era sair com os meus amigos, e estar quanto mais longe dos meus pais melhor. Adorava os fins de semana que passava fora com as Guias e os acampamentos e as noites dormidas em casa das amigas. Nunca sentia saudades. Eu estava bem e sabia que eles estavam em casa à minha espera. Que querem ? Uma típica adolescente que pensa que é a maior e que nada nos acontece, somos jovens, cheios de saúde, adrenalina sempre ao máximo.

Mas a vida muda. As responsabilidades crescem. Vem os filhos e ficamos ligados a pessoas que dependem de nós. Talvez por isso começamos a ver a vida com outros olhos e a ponderar antes de tomar certas atitudes.

Noto isso em dois aspectos da minha vida.

Primeiro, antes não tinha medo de nada. O que queria era adrenalina. Fazer Rappel, andar em todas as montanhas russas da eurodisney e da Marine Land. Amava o twister da feira popular de Lisboa. Se tinha medo ? Claro que sim.  Gritava como uma louca, mas mesmo assim ia na mesma, sem pensar nos perigos. Adorava e repetia a aventura quantas vezes pudesse. Só não fiz body jumping porque o meu tio não deixou.
Hoje já não sou tão afoita. Já não era capaz de me atirar de um penhasco só com uma corda amarrada da cintura. Se andasse numa montanha russa, já não ia assim de caras. Ia pensar e repensar e tomar coragem e implorar por companhia, mas acho que no fundo acabava por ir. Mas já não tão levianamente. Agora sou mãe. já não posso pensar só em mim. Tenho que pensar neles acima de tudo.

Em segundo lugar, os meus pais. Antes de casar e ter filhos, não me preocupava tanto. Quando ia de férias para fora da ilha, esquecia-me de ligar, e quando ligava era só para os sossegar pois sabia que ficavam preocupados. Agora...Não passa um dia em que não fale com a minha mãe. Posso não ir lá a casa todos os dias, mas falamos sempre por telefone. Temos sempre qualquer coisa a dizer e acabo por passar lá em casa montes de vezes. Por isso hoje. No primeiro dia de férias deles, já estou cheinha de saudades e já pensei neles milhentas vezes.  

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Quase tudo pronto para a viagem da Mummy Poderosa e do Papi.

Quase tudo organizado.
Passagens para Lisboa compradas na melhor companhia do mundo. ( SATA )
Pacote turistico Lisboa - Tunisia ( Halcon viagens )
Hotel em Lisboa 1 noite na ida ( Hotel Vip In Berna )
Hotel em Lisboa 1 noite na vinda ( Princesa and Tea hotel )
Bilhetes de Autocarro Lisboa / Fátima para fazer visita à tia avó do meu cuore.

Dicas de lojas para fazer compras em Lis e lista de pedidos para a Primark.

Agora só falta mesmo arranjar espaço na mala e pôr-me lá dentro :)

Acho que eles vão adorar e eles merecem.

Mummy poderosa vai arrasar naquelas praias e a apanhar sol de manhã à noite como ela bem gosta.
Só espero que o meu pai não a troque por camelos eheheheheheh

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Há azares que vêm por bem.

Hoje ao chegar ao serviço, e quase ter dado um tombo de todos os tamanhos a meio da passadeira de peões em plena Avenida ...fiquei sem a minha sandália. Isso de eu ter 2 pés esquerdos a andar já é do dominio público, mas nunca me tinha acontecido ficar sem sapatos.

Então, lá tive eu, que ir muito contrariada procurar umas sandálias novas para o meus presuntos. Ohhhhhhhhh que chatice, não me apetecia mesmo nada, mas o que tem que ser tem muita força.

Fui à Foreva e presenteei-me com as sandálias acima, mas em cor azul turquesa com a módica quantia de 20 € e essa hein ?

segunda-feira, 7 de julho de 2014

Em mode : Power off

hoje dormi apenas 2 horas. E não me perguntem porquê ! Não conseguia dormir. Rebolava e virava e suspirava e nada de conseguir dormir. A ultima vez que olhei o relogio eram 5 da manhã Ei... E quando o despertador tocou às 7h juro que pensei que morria devido ao peso que sentia nos meus olhos. Hoje não garanto muito. Não acredito num discurso muito coerente, nem sei bem o que faço aqui no blog, quando devia estar a tomar café para ver se me animava. Agora de manhã, que iso mexe penso que ainda me vou aguentar, agora depois do almoço,,,ai Jesus que a queda vai ser grande. Por isso people de ponta delgada, se após o almoço sentirem um barulho estranho, tipo um patapummmm não se assustem. Fui apenas eu que caí da cadeira a baixo.

quinta-feira, 3 de julho de 2014

quarta-feira, 2 de julho de 2014

Ofertas do bichano

Eu já sabia que um gato é um caçador excelente, e este foi um dos motivos que usei para convencer o maridão a aceitar ter um gato em casa. Agora não contava que ele me oferecesse todos esses " presentes ". Nunca tive um gato tão daimoso, mas também a verdade seja dita, nunca morei numa quinta.

 Com tudo isso, hoje foi o dia em que Mr. KIKO me ofereceu um lagarto. blergh

Férias são férias, não importa de quem são

Uma das minhas grandes paixões nessa vida, além dos meus filhos claro, é viajar.

Adoro, amo mesmo de paixão. Chego a sonhar e a planificar viagens que nem sei quando ou se vou chegar a realizá-las. Bem sei , pancada minha que querem ? Cada maluco tem a sua. Este ano infelizmente, depois das minhas multas ao estado ( nem me quero lembrar ) não vou sair da ilha. Mas o que não me impede de sonhar. E hoje o meu pai deu-me uma notícia maravilhosa. Decidiram à ultima da hora fazer uma viagem. E de quem se lembram eles para tratar de tudo ? Moi même. Of course. E já tenho a cabeça a fervilhar de ideias. Tunisia, Maiorca…hum o mais difícil é decidir. Eles só têm 2 exigências, que seja local com sol e muita praia e piscina e em regime TI. Agora….mãos à obra.

Para eles fica só o pagamento e desfrutar de uns dias de dolce fare niente que bem precisam.

terça-feira, 1 de julho de 2014

Julho em contagem decrescente

JULHO mês de férias. Elas estão a chegar. Dessa vez vai ser mesmo por cá, que as multas às finanças trocaram-me as voltas. Mas praias da ilha e piscina da lagoa, " si preparem que eu vou lhis usá ". Quando virem uma mulher desgrovenhada e aos berros com 2 crianças loiras, lindas e fofas e cheeeeeiiiiiiaaaaaas de vitamina....já sabem, sou eu ( a implorar para que eles estejam sossegados, falem mais baixo e não se esfolem um ao outro ) e podem parar para me ajudar a tomar conta das crias...Se me derem 2 beijinhos e me derem 2 dedos de conversa de gente grande já fico contente.

Como te chamar gorda de maneira subtil.

Vizinha - Ah, os teus filhos são tão lindos. Não consigo ver com quem se parecem, talvez com o avô. Eu - pois, também não sei. Vizinha - E é engraçado, são os dois tão magrinhos que nem parecem ser filhos de vocês. Eu - Do padre não são de certeza, que não sou de ir à missa, e o padeiro não faz muito o meu estilo.

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Mundial 2014

Muito se tem falado deste mundial e da prestação da selecção Portuguesa. Bem sei que não estamos em boa forma e que mais parecemos uma equipa da enfermaria abrigo, mas coitados, eles até que se estão a esforçar. Por isso hoje em dia de jogo digo FORÇA PORTUGAL. ( mesmo sabendo que hoje fazemos as malas ) é a vida . Mas hoje vim aqui para falar de outra copa. A minha copa pessoal, sim. Eu não ando a dormir na forma. Tenho andado muito atenta a esse mundial. Os meus ricos olhinhos não param. E jesus…que monumentos…visões de se tirar o folego… Então aqui vai. Hoje começo com três, pois afinal foi a conta que Deus fez. E nada melhor do que começar com Portugal.

Miguel Veloso



Depois passamos a Nuestros Hermanos....e olhem que de Espanha o difícil é escolher....pois o amiguinho da Shakira não é de se deitar fora não...mas fica para mais tarde.
Xabier Alonso:





E por fim, um país que sempre quis conhecer. Croácia.

Niko Kranjcar




Digam-me lá se não é de se ficar com a alma lavada, um sorriso nos lábios e um olhar sonhador.

E então ? Qual o vosso preferido deste mundial ??? HUMMmm

sexta-feira, 13 de junho de 2014

É pró menino e prá menina...

Das duas, uma. Ou a professora do meu filho vai abrir uma estufa de orquideas, ou essas plantas estavam em promoção em alguma florista. Pelo menos 5 vasos de orquideas já conta sa sala do meu filho. O que vale é que são todas de cores diferentes. ( Confesso, o meu filho foi um dos que ofereceu à professora uma orquidea rosa fushia de agradecimento pelos 3 anos em que estiveram juntos) foi uma relação longa. Não acham ?

quinta-feira, 12 de junho de 2014

A roda está sempre a girar.

E amanhã acaba um ciclo. Amanhã ele deixa de ser bebé e passa a ser uma criança. Mas quem os manda crescer tão rápido ? Não sou eu a mãe ? Eu não lhe dei autorização para que crescesse tanto. A pré chegou ao fim. Hoje tem a festinha com os pais para entrega dos diplomas às crianças e amanhã encerram em beleza com a festa do Espirito Santo, onde as crianças vão em procissão até à igreja, fazem a coroação dos alunos do 4º ano, todos assistem à missa e depois seguem para a escola para o almoço das famosas sopas do Espirito Santo. E depois, férias. Três grandes e longos meses de férias. Ah como eu queria ainda ser estudante e ter 3 meses de férias. Saudades dos meus tempos de liceu. Era tão feliz sem o saber. Nunca acreditamos naquilo que os adultos diziam: “ Aproveita esse tempo, depois quando cresceres e começares a trabalhar vais sentir saudades “ tretas pensava eu ! Que vontade de ser crescida. Para poder tirar a carta de condução, estar a trabalhar para ganhar o meu próprio dinheirinho e ser independente. Tretas que eram tão verdades. Hoje sou eu que digo “ essas tretas “ ao meu filho, e vejo-o a olhar para mim com aquela cara… não deves estar boa da cabeça. A idade faz-te mal… Em Setembro vai ser a doer. 1º Ano. Trabalhos de casa, sem jogos de consola durante a semana, fazer jantar, dar o banho, desenhos animados….vai ser de gritos e apitos. Enfim. Igual a tantas outras casas.

quarta-feira, 4 de junho de 2014

Dúvida

Estou com um dilema terrível. O Miguel em Setembro vai para o 1º ano. Inicialmente era para fazer a primária na mesma escola onde fez a pré, mas surgiram uns imprevistos e o meu pai já não trabalha na mesma zona ( era ele que o ia buscar à escola ). A solução seria mudar de escola para uma mais perto do meu local de trabalho e mais perto da casa dos meus pais. Tudo por uma questão de logística. Mas aí é que o caldo entorna, pois o Miguel chora e grita a dizer que não quer mudar de escola, que não quer deixar os seus amigos, que vai ter muitas saudades, que sabe que não vai gostar da escola nova e outras birras tais….ah…até ameaça fugir da escola… A mim corta-me o coração esse sofrimento dele, mas por outro lado não me dá jeito nenhum a escola onde ele se encontra. O que faço ? Ignoro os sentimentos dele com a convicção de que com o tempo ele esquece e habitua-se e vai fazer novos amigos ? Ou faço das tripas coração e tento arranjar uma alternativa a nível de boleias para mantê-lo na mesma escola ? Ele é tão terrível com adaptações….ainda no outro dia a professora de natação faltou e teve um professor substituto, ligaram-me a pedir para ir buscá-lo à aula pois ele estava a chorar. E quando saiu da creche para mudar para a pré, ele chorou todos os dias até dezembro sempre que o deixava na escola…..ah, mãe sofre.

As festas acabaram

Para o ano há mais se Deus Quiser. Como consequência das festas, foi marcado uma escapadinha de fim de semana à ilha Terceira em Agosto para as festas da praia. Jesus....até tenho medo.

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Kiko - O gato

Finalmente batizamos o bicho. O marido não sabe, mas foi em homenagem a um Ex que já não via há anos. De seu nome Francisco. Mas gostei do nome. E sempre era melhor do que manchas ou pintas. Agora tenho que educa-lo, pois o raio do bicho acha piada de ir fazer chichi para o vaso dos meus antúrios em plena sala de convívio, o que não deixa assim um cheiro muito agradável. E adora dormir em cima da mesa da cozinha. Se o marido descobre, temos o caldo entornado. É que ele não vai muito à bola com gatos. É mais um homem de cães…enfim…Avizinham-se grandes tormentas…Como raio se educa um gato ?

Sr. Santo Cristo dos Milagres....

Essa é a minha festa. Criei-me com essa festa e vibrava com ela...hoje sinto nostalgia dos momentos que passei com a minha amiga Helena. Amiga que hoje apenas é uma conhecida. Uma amiga perdida para a vida mas que sempre terá um lugar cativo no meu coração. Eram horas infindáveis nos carrinhos de choque, castigos dados pelos pais pois estávamos sempre “na doca” onde não deveríamos estar sozinhas como meninas de bem que somos. Trocas de olhares e sorrisos, fichas oferecidas pelos rapazes mais atrevidos e pelos próprios funcionários. Roupa nova, roupa de festa, pipocas vermelhas, gelados de maquina e entradas na feira. Procissão de domingo vestida de Guia e eu toda alfeira cheia de força nos braços a tocar o meu tambor. Trabalho no restaurante do Coral de São José, servir às mesas, ganhar gorjetas e gasta-las todas na festa. Idas à feira que hoje em dia está cada vez pior ou então são as nossas espectativas que vão subindo e vamos ficando mais exigentes. Esta é a minha festa. Hoje é a festa dos meus filhos. Os anos passam e as prioridades mudam. Continua a haver a roupa de festa. Vou na procissão, mas não a tocar tambor nem com lenço ao pescoço. Vou mesmo na zona das promessas a agradecer a vida que tenho. As pipocas, os gelados mantem-se, mas substituo a água pelo fino e pela ginjinha de Óbidos. Os carrinhos de choque e os aviões mantêm-se, mas agora sou espectadora. De telemóvel na mão a registar a alegria dos meus filhos às voltas no carrocel e a carregar no pedal com toda a força para chegar bem lá em cima e dizer adeus para a mãe cá em baixo. Três crianças com sorrisos no rosto, por momentos esquecemos os problemas do dia a dia e ficamos com a sensação de dever cumprido, de fornecer boas lembranças aos nossos filhos e ficar com a carteira mais leve. Daqui a uns anos, a minha festa será outra. Estarei sentadinha no campo de São Francisco a ouvir a banda enquanto os meus filhos estarão com os amigos a criar e a escrever as suas próprias lembranças, pois já se acharão muito crescidos para passear com os pais.

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Isso do pdi...

Comecei a usar oculos.
 A idade tem dessas coisas.
 Mas só agora é que reparei, que as minhas armações super-fashions.... Têm um lema muito interessante.

Será ???

Vai me trazer sorte ???


" Sex is everywhere you see it "

Agora falando de coisas fofinhas para alegrar o dia...

Adoptamos um gatinho.
Já temos 2 cães, mas finalmente consegui convencer o macho alpha lá de casa a termos um gato. Ok, não fui eu que convenci foi o filho, mas o que interessa é que tive luz verde e como boa fitipaldi que sou, atirei-me a fundo na busca de um gatinho.
 Só tinha uma condição. Que fosse macho, pois a rainha lá de casa sou só eu e não divido o meu pelouro com mais ninguém.

Com tudo isto apresento-vos o gato.  " O minha gatin "  como diz mister Diogo.

 Ainda não tem nome. Está complicado, por isso sugestões são bem vindas.

Ele tem uma malhinha preta no nariz e no queixo como se fosse uma barbixa. Tão fofinho.

Dizem que a mãe é uma siamesa que se prostituiu com o primeiro que lhe apareceu à frente, por isso o bichano tem uma cauda do tamanho do meu dedo mindinho.

Ele não para de miar, está dentro de casa pois tenho medo que se perca no quintal e que seja devorado pelo meu cão " rabo torto " ( sim é da ilha terceira ) " Fidel " que ainda não se acostumou muito ao felino...

Escuso de dizer que o meu caçulo está deliciado com o bicho e que não o larga por nada desse mundo. Já não quer saber dos seus amigos de pelúcia, está sempre agarrado ao gato, até tenho dó, leva cada aperto...ainda bem que tem 7 vidas.



Não dá mais...

Definitivamente é um livro que tem de ser lido em casa. Pois não pode ser lido em silêncio. É um livro lido com barulho. Com o barulho dos soluços e das lágrimas que nos caem grossas e ininterruptas ... Como diz a minha mãe....essas lágrimas caem-te como cagalhões... ( profundo não é ? )

Maria chorona...

Este devia ser o meu nome de batismo, pois é isso que eu sou. Uma Maria Chorona. Choro por tudo e por nada, a ver novelas, a ver filmes enfim...deve ser por isso que a minha querida professora de Português no liceu e os meus pais me diziam que eu tinha jeito para actriz. Tornaria as cenas bem reais. Enfim, choro no cinema como uma Maria Madalena arrependida e ponho todos a olhar para mim. Agora nesse momento, ao ler um livro que trouxe para acabar na minha hora de almoço ( tive que interromper a leitura para vos escrever a fim de aligeirar a cena, pois o meu chefe deve estar a pensar que estou com problemas conjugais gravíssimos ). Minha gente, é daqueles de soluçar. De ir á lua, gritar e voltar. " A culpa é das Estrelas " de John Green. O filme foi adaptado ao cinema e estreia agora no mês de Junho se não estou em erro, então decidi ler o livro antes. E aviso-vos desde já. Estou a gostar. É de uma leitura fácil e chega até a ser leve e divertida no meio de tanta desgraça. E faz me pensar que se fosse comigo, acho que não conseguiria ter o espirito e senso de humor da Hanzel e do Augustus e até mesmo do Isaac. Se fosse comigo acho que ficava na fossa e entrava em depressão. O livro retrata a historia de amor entre 2 jovens de 17 anos que sofrem de cancro. Muito linda, mas muito triste. Digo-vos, nesta altura do livro em que me encontro, estou a chorar baba e ranho. É demais, mas não consigo parar. Bem, deixem-me continuar a chorar mais um pouco antes que a minha hora de almoço acabe.

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Coisas de Fema...

Um batizado, Uma comunhão e um Casamento. Só me falta um crisma e a extrema unção. E roupa ??? E sapatos ???

Como sabemos que ainda há Amor....????

Quando nos encontramos por acaso na nossa hora de almoço e ficamos tão felizes e de sorriso tolo nos lábios, que até o mundo à nossa volta deixa de existir. A tarde até nos rende melhor...

Desaparecida em combate...

Mas tudo tem uma explicação... Ando embebida em leituras... Todo e qualquer bocadinho que tenho livres....lá estou eu agarrada a um livro. Adoro

sexta-feira, 2 de maio de 2014

Maio, maduro Maio quem te plantou...

Maio começa em grande para mim. Começo o dia a arder em febre (39º) o marido tem que ir trabalhar , pois apesar de ser feriado a vida é assim, se te ligam tens que ir. Je, que não pode com uma gata pelo rabo fica sozinha e desamparada em casa. Rapazes foram para a casa da avó ( valha-nos isso senão coitadinhos passavam fome ) pelas 14h não aguentei e tive que ir às urgências do HDES. Vá lá que por ser feriado estava com medo, muito medo das horas que ia esperar, mas mesmo assim, levei mais tempo à espera para fazer a triagem do que para ser atendida. Como estava com febre, apesar de ter tomado um brufen 600 tive direito a pulseira amarela e entrei logo para as urgências. Fui atendida por um médico espanhol, muito simpático, mas só pensava: " Meu Deus, se eu tenho palavras que não te entendo, imagino as velhinhas que por aqui passam, jesus... Mas acho que percebi o essencial. Da maneira como tinha a minha garganta tão inchada e inflamada, tive logo que ir para a minha amiga penicilina em injeção. Logo ali na hora, foram 2 injeções em cada face ( não na cara meus amigos, foi mesmo no rabo ) Saí de lá com um andar novo, mas pelo menos já sem febre. Hoje ainda parece que tenho dezenas de vidros partidos na garganta e engolir, falar e comer para mim é um martírio. Mas tenho fé. No próximo dia 08 levo a nova dose da injeção e fico nova e fresca como uma alface de 20 dias. Infelizmente hoje tive que vir trabalhar, pois esqueci-me desse pequeno grande pormenor e não pedi baixa, mas assim é bom, faço greve de zelo e não perco o dia cof cof cof ( estou a brincar, a minha greve é só para os telefones, pois faço os emails e afins ) O pior é que hoje é o dia da mãe na natação do Miguel e eu não vou poder ir mostrar as minhas banhas. 1. A minha mãe vai no meu lugar, mas aviso desde já que estou roída de inveja. Queria tanto ver a evolução do meu Michael Phelps. Melhores dias virão. O que me safa é que vaso ruim não quebra, e logo logo estou pronta para as curvas. ( hoje espera-me uma longa hora de almoço, pois aproxima-se um fim de semana de gastar dinheiro a rolos. Domingo dia da mãe a triplicar ( eu, minha mãe e minha sogra ) ainda por cima o estrupício da minha sogra faz anos no domingo também, e a minha sis faz anos na segunda feira. E a modos que é isso. Essas são as minhas queixas para o mês de Maio, e hoje ainda é dia 2

segunda-feira, 28 de abril de 2014

Faróis. Os dos carros claro.


Estão a ver a primeira imagem ? A do antes ?
Pois foi o que fez com que o meu batmobil não passasse na inspecção.

Sabiam ? Eu também não !
Hoje lá está ele na sessão de SPA, a fazer uma limpeza com hidratação profunda a ver se hoje passamos na reinspecção.

É que faz-me tanta falta. Tanta falta mesmo.

Noah, o filme

Ontem foi dia de cinema a dois. Gostei, mas deu-me uma insónia do caraças. Então que pouca vergonha foi aquela ? Realmente nunca tinha pensado nisso. Na catequese aprendi a bíblia e acreditei em tudo sem me questionar. A minha infantilidade e ingenuidade próprias de menina pura, nunca me fizeram questionar certos aspectos do que nos é incutido. Incesto ??? Que é isso ? Então se só a família de Noé se salvou e repovoou o mundo ??? Foi irmãos com irmãos, tios com sobrinhas e por aí fora…. Incesto ! Consanguinidade ! Vou vos ser sincera. Mexeu comigo. Ah, o filme é bom. Eu gostei. Não foi genial, mas eu gostei. Só gostava de saber qual a raça dos animais que se extinguiram ? Pois para quem ainda não viu o filme, acontece algumas mortes de animais durante a viagem. E como sabem só havia 2 de cada espécie. Ou então surgiram espécies novas  Realmente preciso de dormir.

Morta, Matada e Morrida

Que cansaço. Que sono. Devia ser crime o primeiro dia de regresso ao trabalho após uma semaninha de férias que me soube tão, mas tão bem. Dormi, li, vi filmes, vi televisão, fui mãe, dona de casa e isso tudo sem horários e com um sol lindo e dias que mais parecia verão. Hoje. Hoje é o inferno na terra. A minha cabeça parece que vai explodir a qualquer momento. Os olhos, esses parecem de chumbo e querem fechar-se a todo o momento. O sol ? Este é o único constante. Continua a brilhar esse grande cabrão. Enquanto eu estou para aqui a amofinar neste escritório da treta, com colegas da treta, entre pc´s , telefones e clientes cheios de pica.

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Com o dia da mãe a chegar...



Gosto muito desse colar da Omnia.
Ia encomendar um para mim, mas.....16 euros de custos de transporte para as ilhas ????
Isso minha gente é o custo da insularidade.
Roubalheira.

Para quem não conhece o Cantiflas

Sim, o meu bigode está a ficar assim !
Depilar ou não depilar, eis a questão.

Isso de se estar a ficar velha...

Realmente a idade não perdoa.
Se há coisa de que sempre tive orgulho no meu corpo é o facto de não ser muito peluda.
Ok, tenho umas axilas horríveis devido à  má utilização da gilete por muitos e longos anos, mas isso foi culpa minha e não da minha pilosidade.
Mas é verdade, não sou muito peluda.
Nunca fiz o buço nem as sobrancelhas em 34 anos de vida. Só faço meia perna, pois os meus pêlos da cocha são clarinhos e escassos que nem se notam, e a minha virilha também é aceitável.
Mas ultimamente tenho começado a aperceber-me que está a começar a crescer um buço não desejado. Sabem o Cantiflas ??? É tal e qual.
Umas sombrinhas escuras em cada canto do buço ??? Nãaaaaaaaaoooooooo

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Ainda com a cabeça nos bolos...

Eis o bolo que fiz para o aniversário do meu cunhado :


Qual a vossa sentença ?

Não me perguntem o porquê da escolha do formato de bolo. Mas a minha irmã lá sabe com que linhas se coze.

Foi um aniversário bem passado .

A muito custo lá saiu um jantar com o colega de serviço.
Foi uma espécie de 2 em 1. Jantar de anos e jantar de despedida do colega. A feijoada e a salada malandra fizeram um sucesso.
O rolo de carne também não ficou mau. E o bolo ?
Nossa senhora.... como podem ver pelo aspecto da foto acima, o bolo ficou de comer e babar ( ok, eu sou suspeita, pois não conheço ninguém tão gulosa como eu. Mas o raio do bolo ficou mesmo bom. )

As ofertas também foram apreciadas, principalmente o auricular de PC para ele poder comunicar com o seu clan no jogo WOT ( World of Tanks ) um vicio desgraçado, mas as crianças divertem-se com pouco.
O resto foi roupa, que o homem bem que estava a precisar, pois com isso dos filhos é assim, as nossas necessidades vão ficando para segundo plano. No final ele ficou satisfeito. Mais um ano. E como diz Sra. D. Ursa : " Feliz ano novo "

terça-feira, 15 de abril de 2014

Today is the day...Parabéns my love.

Parabéns meu Amor.
Hoje devia ser feriado nacional.
Ou pelo menos tolerância de ponto.

Já está tudo alinhavado para o jantar de logo.
O feijão já está pronto, só falta por para o forno.
A carne já espera para ser recheada e enrolada ( rolo de carne )
A salada será comprada hoje para estar fresca e fofa logo.
Os vinhos esperam e a minha laranjada está fresquinha que consola.
E para a sobremesa um Red Velvet cake com cobertura de cream cheese e morangos a decorar.

Porque para ti meu Amor, apenas o melhor.

Que se repitam por muitos...

segunda-feira, 14 de abril de 2014

É já amanhã.

Hoje precisava de um dia com 36 horas. Falta de sono e um par de mãos extra. São tantas as coisas que tenho para fazer ! E o bolo pedido ??? Hum.... Red Velvet cake :)

...

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Ideias mirabulantes

Com o aproximar do aniversário do " the one ", chego a algumas conclusões. O homem para o ano faz 40. Dizem que é a idade critica dos homens. Se é verdade ou não isso já não sei, mas é o que o povo diz, e isso quando é voz do povo, não podemos descartar completamente. Eu também não vou para nova, já tenho 34 no lombo e tenho no corpo as marcas da vida e das vidas que gerei. Sei que não tenho um corpo de sereia, o meu é mais para baleia. Os meus cozinhados já não são novidade, por isso não posso prendê-lo pelo estomago, mas ... tenho uma ideia. Vou reler os livros das sombras de Gray e inovar a relação. Vou deixá-lo tão exausto e sem forças de olhar para o produto alheio. Tenho esperança nessa minha missão.

Faltam 4 dias para o aniversário do " the One "

E eu já tenho as prendas compradas. O bolo imaginado. Agora só me falta convencê-lo a convidar os meus pais e os pais dele a virem cá a casa ajudar a apagar as velas. É que o homem é mesmo contra os festejos de aniversário. E eu gosto tanto.

??

Adorava ter sido guia turística. Assim faria uma junção das coisas que mais gosto de fazer na vida: viajar, conhecer novos lugares e lidar com pessoas de tantas culturas e países diferentes. Quis o destino que trabalhasse numa transportadora aérea , que não é a mesma coisa, mas é no ramo. Enfim coisas da vida. Mas quando era mais nova e mulher sem compromissos, imaginava-me a percorrer a minha ilha de lés a lés e mostrando os lugares maravilhosos que temos para oferecer, acompanhados pelas nossas lendas e fábulas de reis e princesas, onde por vezes com o meu lado mais pecaminoso, me imaginava nos braços de um turista alto, loiro, de estilo dinamarquês e peitorais fortes, ou com um sedutor escocês a sussurrar no meu ouvido e depois ficaria com as lembranças e nada de apegos sentimentais…isso claro enquanto era jovem ( na realidade seria uma guia promíscua, tipo os marinheiros de antigamente com uma mulher em cada porto. Juntando o útil ao agradável, não sairia do meu porto seguro que é esta minha ilha ) e isso enquanto ainda não me tinha apaixonado perdidamente pelo meu marido que por ironia do destino é a antítese ao “ meu tipo de homem ”. Mas é o Homem que arrebatou o meu coração e me deu uma vida e os meus filhos lindos, lindos, lindos. Tudo isso porque o meu marido, “ tem cá “ um amigo do serviço de Lisboa que veio cá de férias com a mulher e a filha. Eles alugaram um apartamento e emprestei o meu carro para eles passearem à vontade. Domingo vamos passear com eles e na terça feira vêm jantar a minha casa. Infelizmente essa semana não tenho tanto tempo quanto gostaria para estar com eles, e nunca sequer os vi em toda a minha vida. Mas não há um único dia desde o dia em que eles cá chegaram em que eles não estejam no meu pensamento e que não deseje estar com eles a fazer de cicerone. Estou sempre a pensar será que já foram à Ferraria, às 7 cidades, à lagoa de fogo, à caldeira ? Gostaram do chá da Gorreana ? E das fofas da povoação ? E ao miradouro de Santa Iria ? À ponta da madrugada ? Às nossas cascatas e miradouros com vistas de tirar o fôlego ? Será que estão a gostar ? Será que chove no sitio onde estão ? Se os conhecesse, podia ter feito um roteiro com as atracções principais e os sítios mais procurados… Tomaram banho na poça de beija ? E ao parqueTerra Nostra ? Viram o coreto ? E alguém lhes disse que se sussurrem um escudo a uma coluna do coreto, a pessoa que está na outra coluna consegue ouvir na perfeição o que foi dito ? Domingo, o dia em que os vou conhecer, espero não ser chata e não os maçar com tantas perguntas e empolgação…mas com isso, cheguei à conclusão que o meu desejo de ser guia turística não desapareceu. Apenas conformei-me. Hoje, continuo a desejar ter sido Guia, mas sem a parte libidinosa. Seria uma Guia feliz, com vontade de mostrar a nossa ilha e o que temos para oferecer, mas seria fiel ao seu marido e sem intenções impuras…pois olhar nunca matou ninguém e o que é bom é para se ver e apreciar.

sexta-feira, 4 de abril de 2014

Não aos nascimentos no mês de Abril

Gostava de fazer um decreto de lei, onde proibiria aos meus familiares e amigos fazerem anos no mês de Abril. Chiça...que mês para gastar dinheiro...é que entre os ditos jantares de aniversário, onde cada um paga o seu prato ainda tem as ofertas. 8 são 8 ofertas só para esse mês, onde se inclui o excelentissimo senhor meu marido, meu sogro e meu cunhado. Não há carteira que resista. Pelo menos não a minha.

Dar Sangue não é para qualquer um.

Hoje estou triste. Mais uma vez a empresa onde trabalho fez uma parceria com o Hospital de Ponta Delgada ( HDES ) e fizemos mais uma campanha SAVE TO FLY, onde os serviços de Hematologia do hospital se deslocam às nossas instalações e os Funcionários da empresa fazem o seu dever. No meu caso foi mesmo um gosto amargo na boca, pois pela primeira vez, não pude dar sangue. Estou com a hemoglobina muito baixa. Nas mulheres o mínimo é de 12.5 mas das duas vezes que me mediram a hemoglobina estava com 11.6 e 10.2 ou seja... Não pude dar o meu braço e o meu rico sangue ao manifesto. Saí de lá com um pico no dedo, e com o conhecimento que preciso de uma alimentação mais rica em ferro. Quem diria, que com um corpinho desses havia de ter falta de alguma coisa ???

terça-feira, 1 de abril de 2014

Oh mentes porcas e linguas compridas

Adoro a minha ilha. Adoro viver nos Açores. Quem me conhece sabe que adoro viajar, correr o mundo, conhecer novos lugares, pessoas e costumes, mas sabendo que tenho o meu cantinho, o meu São Miguel aqui, à minha espera. Mas isso de se viver em sítios pequenos, onde todos se conhecem tem muito que se lhe diga. Mesmo que não te falem ou se nunca foste apresentado, sabem quem tu és ou conhecem alguém que te conhece a ti e por aí fora... Eu a brincar costumo dizer : " Conheço metade da ilha e a outra metade conhece-me a mim" E assim foi. Sábado foi dia da banda da minha prima fazer a sua estreia com um concerto no Ateneu. Confesso que com isso da maternidade e que com o 2º filho as coisas complicam porque deixar 1 é mais fácil que deixar 2 e estou muito fora dessas lides da night. Mas parece que agora um dos sítios da moda é o Ateneu. Sábado fazia um frio de tremer, jogava o sporting, e o marido estava cansado e nao acha muita piada a essas coisas de bandas e apresentações e afins, então decidiu que preferia ficar em casa, e que eu fosse ver a minha prima e divertir.me um pouco que também mereço. E lá fui. Feliz da vida, com a minha irmã, unir-me a alguns dos meus primos, fazer claque à minha prima. Fui, gostei, bebi 2 coca colas ( pois estava sozinha e a conduzir ) e quando acabou o concerto fui logo para casa, mas claro que como o pessoal cá é como as moscas, encontrei montes de gente conhecida. Resultado !!! Uma saída inocente e sem maldade, já me valeu 2 telefonemas e 1 mensagem a perguntar se está tudo bem. Como vai o marido ? Tens novidades ? Calma gente. Está tudo bem. Não estou em processo de divórcio. Estamos muito bem obrigada. É certo que não temos por hábito sair separados, que sempre saimos juntos, que antes de sermos um casal somos amigos e apreciamos a companhia um do outro e que gosto, mas gosto mesmo de saír com ele, mas uma vez é a primeira... E não é assim tão anormal um dos elementos de um casal ser visto sem a cara metade. Se fosse nas compras não tinha problema, mas na night ??? São problemas conjugais na certa. Oh messa...

Tempo da gaita

Esse tempo trocou-me as voltas. Então não era para começar a arrumar os casacões e as botas altas e começar a tirar as cores mais claras ? Mas não... Em vez dos Rosas, dos Azuis águas e dos pastéis, São Pedro brindou-nos foi com uma bruta constipação, tosse e um frio do caraças. Somos uma casa de empalamados. Todos com o pingo no nariz. E à noite ? É um festival...

Desaparecida em combate ? Não....perdida nas leituras.

Mea culpa, isto de se ficar dias sem dar sinal de vida. Mas a culpa é dos livros. Tenho lido quase 1 livro por dia à pala desta maravilha de livros em pdf. Sim, sinto falta do cheiro dos livros, do poder virar as folhas, de me enroscar no sofá ou na cama e viajar pelas páginas que me alienígenam do mundo e me fazem esquecer onde estou e quem eu sou... Mas com todos esses cortes quem pode comprar livros ? É um luxo para mim hoje em dia comprar livros...mas gosto tanto de ler, de sonhar... Agora estou na fase dos livros de época...já vos disse que adorava ter vivido em Londres no sec XIX ? Aqueles vestidos...os costumes, os homens galanteadores naqueles fatos de corte impecável, nas reuniões para o chá, nos passeios pelo parque, na corte... Claro que nos meus sonhos pertenço sempre à classe alta, claro. Já que é para sonhar faço-o em grande estilo. Adorava mesmo... E digo vos, um dos dias que me recordo dos meus tempos de liceu, foi de uma desfile de época que fizemos pelas ruas de ponta delgada, onde tive a honra de me vestir como uma dama da corte. Senti.me tão bem. ADORO E só por isso...logo tenho que rever o filme " Amor e preconceito "

quarta-feira, 26 de março de 2014

Crescimento dos pimpolhos.

Ah pois é. Ontem foi dia de consulta de rotina dos príncipes lá de casa. Sempre um stress, pois não sei porquê, mas os meus filhos fazem sempre um filme na pediatra. O Diogo, chora pois não quer que a médica lhe toque nem lhe veja a garganta e os ouvidos. A Auscultação ainda é tranquilo, pois fica no nosso colo e olha meio desconfiado para a pediatra, mas mesmo assim deixa, agora o resto….jesus. O Miguel, agora com os seus 6 anos tem outros filmes, faz tudo muito bem e sem reclamar. Mas quando chega a altura de a médica querer ver a pilinha, para verificar os testículos e afins….credo ! estão a ver um rapaz possuído ? assim foi o meu Miguel a contorcer-se todo e a puxar as cuecas até ás orelhas, para ninguém lhe ver o dito cujo. Lá a muito custo e quase à lei da bala. ( A sério, só faltou a camisa de forças, pois o pai segurava nos braços e eu segurava as pernas a modos de ele não pontapear a Doutora. ) mas lá a vistoria foi feita. Filhos em forma, prontos para a tropa. Ok, o Diogo vai ter que fazer antibiótico novamente pois está com uma otite serosa e liquido nos ouvidos, mas nada assim tão grave. Dados gerais: Miguel – 6 anos, 25kg e 122 cm Diogo – 2 anos, 13.3kg e 91 cm Segundo os ditos populares, vou ter 2 jovens adultos com 180 cm de altura ou mais na idade adulta. Sim eu sei, vão ambos comer papas na minha cabeça.

quarta-feira, 19 de março de 2014

Cansada


Já à algum tempo que aqui não venho, mas tudo tem um  bom motivo.
Estive uma vez mais de festa em casa.
O meu Miguel, mais conhecido por faísca :) fez 6 aninhos.
Está um homem, grande demais para meu gosto.
Quando me lembro que parece que foi ontem que ele nasceu e que o segurei nos braços pela primeira vez, tão lindo... Fico deprimida. Sei que a vida é assim, que os filhos crescem e a caravana passa, mas dá-me medo. Medo de ver a vida a passar tão rápido, medo de não ter tempo para aproveitar todos os momentos, pois todo o tempo do mundo parece me pouco para estar com eles...

Voltando à festa....
Domingo, tive a casa cheia de crianças. Uma alegria.
Ele, claro, estava feliz da vida, eufórico.

Agora com a febre do futebol que ele anda, claro que este tinha que ser o tema da festa.
Então, para fugir um pouco ao típico bolo do campo de futebol, decidi fazer a camisa de futebol do clube onde ele treina.

Clube Operário Desportivo. Faltou-me fazer o logotipo do clube, mas não deu.
No final, gostei do resultado. Para principiante acho que não foi mal.

E claro que o melhor de sermos nós a fazer os bolos é que eles podem ajudar :)

No final, ele estava super feliz por já ter 6 anos e eu triste por ele crescer tão rapido.